top of page

Logística no e-commerce no pós pandemia



Com o crescimento do e-commerce no Brasil e no mundo hoje, é incoerente pensar que os demais setores não seriam envoltos pelos reflexos desta expansão. Um dos mais favorecidos é o setor de logística, que foi obrigado a crescer dada as demandas do aumento das vendas e a busca cada vez maior por entregas mais rápidas e efetivas.

Portando, as lojas virtuais estão em constante expansão das suas operações logísticas e buscam esta agilidade na hora da entrega. Segundo a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústria de Base a Abdid o estimado de investimentos entre 2022 e 2026 devem somar mais de R$ 124 bilhões.


Conforme os dados que a BBM Logística divulgou neste segundo trimestre de 2022 o grupo teve uma receita bruta de R$ 468,7 milhões, representando um crescimento de 20,2% em relação ao mesmo período no ano anterior, atingindo a um recorde no seguimento, também como o mercado de galpões e condomínios logísticos, com um território de área de 872 mil metros quadrados alugados nos meses de Abril, Maio e Junho, superando o recorde histórico. Os números chegam a 384% maiores em relação ao 2° trimestre de 2019, período antes da pandemia, que apenas ressalta o quanto a pandemia de Covid 19 impulsionou estes setores.

Em vista disso, precisamos dar a devida atenção a ele, é necessário investir em inovação, nas novas tendências tecnológicas e metodológicas para suprir todas as demandas.

Tendências


Last Mile: Na tradução livre “última milha” essa é uma etapa muito importante, é o último esforço para que a conclusão da compra seja satisfatória. Investir em softwares para o last mile podem reduzir os custos operacionais e melhorar a gestão desta etapa, promovendo cada vez mais uma experiência boa ao consumidor final.

Live Tracking: Consiste no monitoramento em tempo real das cargas que saem para entrega ao cliente final. O live tracking é uma tecnologia que busca a automatização, sem que os clientes precisem ir atrás das informações de entregas. Enviar informações via e-mails e SMS, aproxima o cliente da operação, trazendo a possibilidade de que ele possa saber o status da entrega sem muita dificuldade.

Logística Omnichannel: entregar com rapidez e qualidade. Independentemente de ser um produto ou serviço e em qual canal o consumidor adquiriu. Essa estratégia inclui novas possibilidades como:

  • Comprar um produto pela loja virtual e retirar na loja física;

  • Comprar pelo site e fazer a troca ou devolvê-lo em loja física;

  • Querer comprar uma coisa específica, buscar na internet e descobrir uma loja física para efetuar a compra.

Essas tendências estão relacionadas à tecnologia, sustentabilidade, marketing e a experiência do cliente, mas cada empresa precisa encarar os desafios específicos relacionados ao tipo de produto com que trabalha, contudo, estar atento às tendências da logística que contribuam para o amadurecimento e escalabilidade da sua operação é essencial.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page